Páginas

domingo, 1 de dezembro de 2019

PODER MODERADOR DA GLOBO


“...indica punição e prisão a adversários políticos, mesmo sem provas, perdoa corrupção e crime de aliados políticos...”

Por Antonio Negrão de Sá – reproduzido de Espaço do Leitor, do jornal A Tarde, de hoje, dia 01/dezembro (destaque acima e disposição dos parágrafos são da edição deste blog)

Poder Moderador foi criação da monarquia e conferia ao imperador “vigiar a Constituição” e harmonizar outros poderes. Se sobrepõe ao legislativo, judiciário e executivo.

Esse tem sido o papel da Globo nas últimas cinco décadas na política e na economia. Não é legal, mas cultural e real, devido o monopólio dos meios de comunicação.

Destitui ou elege governos, influi na indicação e julgamento dos ministros da Suprema Corte, impõe reformas econômicas neoliberais, indica punição e prisão a adversários políticos, mesmo sem provas, perdoa corrupção e crime de aliados políticos, concede anistia a torturadores do Estado, apoia candidatos e elege torturadores e matadores de pobres.

Usa a seguinte estratégia nesse momento: holofote para Rodrigo Maia nas reformas neoliberais, investigação do Coaf ao Ministério Público e polícia para manter os Bolsonaros como reféns.

Enfim, sobrepõe e controla os poderes.

Nenhum comentário: