Páginas

sexta-feira, 26 de julho de 2019

VELHOS MILITANTES BANCÁRIOS VÊM A SALVADOR PARA DEBATE COM OLÍVIO E GABRIELLI - AMANHÃ, SÁBADO, 10 HORAS, NO SINDAE (NOS BARRIS, DEFRONTE DA BIBLIOTECA CENTRAL)

Por Jadson Oliveira - jornalista/blogueiro - editor deste Blog Evidentemente

São eles Geraldo Guedes, que mora em Brumado, no sudoeste da Bahia, e Smitson Oliveira, mora em Seabra, na Chapada Diamantina.

Geraldo, hoje advogado, foi o primeiro a se mexer para derrubar a pelegada da ditadura no Sindicato dos Bancários. O pioneiro nessa luta (no pós AI-5), a partir de 1972, luta que veio a se organizar na Oposição Sindical, Chapa Verde (em 1975 - vetada pelos "órgãos de segurança"), e depois Movimento Participação, que veio a desembocar na chapa vitoriosa de 1981, presidida por Osvaldo Laranjeira (um dos organizadores da palestra/debate). Publiquei a história desta luta iniciada por Geraldo (do antigo BANEB) em 1980, quando das comemorações dos 80 anos do sindicato. (História somente do período de 1972 a 1975).

Smitson também era do BANEB, mas foi demitido por perseguição, devido à sua militância, na época do então presidente do banco, Clériston Andrade. Smitson militou já um pouco mais adiante, já no Movimento Participação. Hoje é aposentado do Banco do Brasil, dirigente do diretório municipal do PT e fotógrafo (sua presença é garantia duma cobertura fotográfica ampla e de boa qualidade).

Registro mais três presenças (me desculpem, serão muitas, mas não posso falar de todas):

George Sá, aposentado do BANEB, deve estar na faixa dos 80 anos. Foi da geração de militantes que estava na frente de luta pós golpe de 64. A turma tomou "um chega pra lá" quando do AI-5. Quando a luta foi retomada a partir de 1972, George e outros de seus companheiros (me lembro bem de Nilton Coutinho, do Banco do Brasil, que, infelizmente, já se foi) passaram a atuar como nossos assessores, nos ensinaram muito.

Outro que não vai perder a oportunidade de abraçar o companheiro Olívio Dutra é nosso Pedro Barbosa, o Pedrinho (aposentado do Banco do Nordeste), que foi secretário geral da diretoria de 1981 a 1984. Grande militante político e grande figura.

Mais um, este não é bancário, mas metalúrgico: Zé Costa (entre amigos Zé Paraíba). Foi o primeiro presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Bahia, a partir de 1982, quando foi defenestrado o então pelego da ditadura. Ele está se recuperando duma cirurgia delicada, mas garantiu que se DEIXAREM ele estará entre nós no sábado, amanhã.

Zé Costa aparece numa foto que vai publicada acima, foto recente, ele está entre Jadson (este repórter que vos fala) e o primeiro mencionado Geraldo Guedes.

Vão mais duas fotos: uma de George Sá (foto de 2013, quando da festa dos 80 anos do sindicato) e outra de Smitson (fácil de identificar, pois está com pose de fotógrafo).

Nenhum comentário: