Páginas

segunda-feira, 6 de maio de 2019

MAIS DE 100 PESSOAS NO ENCONTRO DO PT EM IBITIARA

O plenário da Câmara Municipal ficou superlotado (Fotos: Neto Sales)

A tônica da reunião foi a triplicação do número de participantes. O próximo encontro (o quinto) será em Nova Redenção, no mês de julho, em data a ser definida.

Por Jadson Oliveira – jornalista/blogueiro – editor do Blog Evidentemente

O IV Encontro dos Diretórios do PT – antes restrito à região da Chapada Diamantina e agora ampliado para municípios também da Bacia do São Francisco e do Paramirim -, realizado em Ibitiara, no último sábado (dia 4), foi marcado pelo crescimento da participação de dirigentes municipais, militantes e simpatizantes do partido.

Em torno de 120 pessoas superlotaram o auditório da Câmara Municipal. No terceiro encontro, em Seabra, em fevereiro último, cerca de 40 pessoas se fizeram presentes. Houve a participação de quatro deputados do PT (no anterior, foram dois), além dum número razoável de prefeitos e vereadores (prefeitos presentes: José Roberto, de Ibitiara, Litercilio Júnior, de Brotas de Macaúbas, e Lelei Barreto, de Morpará, todos petistas).

A nova conjuntura política do país, cuja marca principal é o desmonte das políticas sociais e públicas em benefício dos setores mais necessitados da sociedade – que começaram a ser montadas nos governos de Lula e Dilma -, foi o tema de destaque das palestras e debates.

O deputado federal petista Afonso Florence foi enfático neste sentido: “Estão desmontando um tipo de Estado e montando outro”. É bastante observar a destruição de direitos trabalhistas, a tentativa em curso de destruir a Previdência pública e a entrega das riquezas do pré-sal à sanha das multinacionais do império, num contexto de maior concentração bancária do mundo.
Afonso Florence falando sobre a conjuntura nacional

Os deputados estaduais Robinson Almeida, Neusa Cadore e Jacó, todos do PT, reforçaram os dados sobre o dramático momento político, econômico e cultural que desafia as forças democráticas e populares. Deram ainda uma contribuição à avaliação das realizações e dificuldades da administração estadual, inclusive diante da perda de parceria com governos federais do PT.

A ex-vice-prefeita de Salvador, Bete Wagner, atualmente ocupando a vice-presidência do Diretório Estadual do PT, teve participação marcante nos debates. Começou com a contundente constatação de que o capitalismo, hoje sob a hegemonia absoluta do capital financeiro, é incompatível com a democracia.

A partir daí discorreu sobre diversos aspectos da conjuntura internacional e nacional, desembocando no apelo veemente a que as forças de esquerda e progressistas se empenhem visando a busca de ligações com o povo trabalhador, com as bases populares.

A luta por LULA LIVRE e contra a Reforma da Previdência permeou todos os debates e exortações políticas.

O encontro foi dirigido pelo vereador Pedrinho (Pedro Paulo Araújo Souza), presidente do PT anfitrião, com a participação dos seus companheiros da bancada petista: vereadores Jackson Moreira, Miguel Araújo (Guel) e Joilso Lopes. Presentes ainda o vice-prefeito Tico (PSB) e a presidenta da Câmara Municipal, Maria Rosa (PP). O desenrolar da sessão foi conduzido por Joyce Evangelista (secretária do PT).

A delegação de Seabra, cidade que tinha sediado o primeiro e o terceiro encontros dos petistas da Chapada, foi composta por mais de 20 pessoas, incluindo o presidente do Diretório Municipal, pintor Pedro Lima. Participou também, de Seabra, o vereador Lauro Roberto (do Rede, conhecido como professor Lauro).

PS. Outras matérias sobre o encontro serão postadas neste blog, inclusive com uma maior divulgação de fotos.

Nenhum comentário: