quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

FAO DESTACA ÊXITO DA INICIATIVA PETROCARIBE DA VENEZUELA

(Foto: Prensa Latina)
"Nos últimos 10 anos, Petrocaribe converteu-se em uma das bases da segurança alimentar dos países da América Central e do Caribe".

Da agência de notícias Prensa Latina, de 23/12/2015 (modificado em 24/12/2015)

Santiago do Chile - O escritório regional da FAO com sede no Chile destacou hoje o êxito de 10 anos de ações da Petrocaribe (Acordo de Cooperação Energética), uma iniciativa da Venezuela detalhada em um livro de análise do tema.

Petrocaribe: 10 anos de luta contra a fome e a pobreza, é o título do volume editado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), no qual aprofunda sobre o impacto desta iniciativa na região.

"Nos últimos 10 anos, Petrocaribe converteu-se em uma das bases da segurança alimentar dos países da América Central e do Caribe", comentou a agência da ONU em um comunicado.

Detalhou que a iniciativa foi lançada pela Venezuela em 2005, baseada em três eixos centrais: garantir a segurança energética, o desenvolvimento socioeconômico dos povos e a integração dos países.

"Até a hoje tem permitido a 19 países criar mais de 109 programas e projetos sociais e produtivos que têm beneficiado milhões de pessoas no Caribe e na América Central", pontuou.

A FAO considerou que se trata de um acordo "exemplo único de cooperação para o resto do mundo, já que tem contribuído de maneira significativa para a diminuição das cifras de desnutrição na maioria de seus países-membros".

Em seus comentários sobre o livro, o representante Regional da FAO, Raúl Benítez, apontou que Petrocaribe permitiu melhorar a disponibilidade, acesso e utilização dos alimentos de maneira estável, aliviando a pobreza extrema.

Por seu lado, Yllermina Celis, Secretária Executiva da Petrocaribe, sublinhou que o programa tem ajudado e impulsionado o desenvolvimento de todos os povos que fazem parte dele, dando estabilidade à região.

No texto, a FAO disse que Petrocaribe permitiu a criação de uma centena de programas, incluindo desde iniciativas de alimentação escolar, ajudas diretas à população vulnerável e apoio aos pequenos agricultores.

Como também a construção de usinas de processamento de alimentos, a reconstrução de vias agrícolas e a formação de empresas sócio-produtivas de grande escala.

O livro menciona vários exemplos exitosos da Petrocaribe em El Salvador, Antigua e Barbuda, Haiti, e a Companhia de Apoio aos Camponeses em San Vicente e Granadinas, entre outras.

"A soma de todas estas iniciativas, que atacam as múltiplas arestas do problema da fome e da pobreza, tem gerado um enorme impacto sobre o desenvolvimento e a segurança alimentar dos países e da região em seu conjunto", opinou Benítez.

Finalmente, enfatizou que o acordo energético também deu origem ao Plano de ação para a erradicação da fome e da pobreza lançado por Hugo Chávez, com o objetivo de garantir o direito humano à alimentação e fortalecer a segurança alimentar.

Nenhum comentário: