sexta-feira, 13 de novembro de 2015

REQUIÃO: DILMA CEDEU À PRESSÃO DA GLOBO; ELA NÃO ENTENDE NADA OU ESTÁ PESSIMAMENTE ASSESSORADA

(Foto: reproduzida do Viomundo)
Surpreendentemente, Dilma veta o artigo que garantia ao ofendido o direito de apresentar pessoalmente, ou por quem achasse conveniente, a contestação das ofensas recebidas dos meios de comunicação.

Requião: “A Dilma ou não entendeu nada, ou não entende nada do que seja o direito de resposta, ou está pessimamente assessorada”.

REQUIÃO: DILMA SE AJOELHOU DIANTE DA GLOBO

Por Paulo Henrique Amorim, no blog Conversa Afiadareproduzido do blog Viomundo, postagem de 12/11/2015

Eu tenho na linha o senador Roberto Requião, responsável pela aprovação no Congresso Nacional do chamado direito de resposta, previsto na Constituição Federal de 1988. E, surpreendentemente, a presidenta Dilma vetou o artigo que garantia ao ofendido o direito de apresentar pessoalmente ou por quem achasse conveniente a contestação das ofensas recebidas dos meios de comunicação.
PHA – Senador, o que significa esse veto?

Requião – Paulo Henrique, significa que a presidenta da República cedeu à pressão das redes de comunicação, principalmente à Globo. No entanto, eu faço uma ressalva a esse processo. O juiz pode entender, e o conjunto da lei é clara, que a resposta deve ser dada pelo mesmo meio, pela mesma maneira e, apesar do veto, deferir o pedido de resposta audiovisual.
Mas é um absurdo. Um número enorme de senadores e deputados se expuseram no combate ao arbítrio da Globo, ao direito que eles se arrogam de acusar, julgar e condenar. Se expuseram numa batalha dura, ganhamos o negócio depois de cinco anos. E temos a decepção absurda desse veto completamente sem nexo, um veto sem sentido.
A Dilma ou não entendeu nada, ou não entende nada do que seja o direito de resposta, ou está pessimamente assessorada.
PHA – A quem o senhor atribui a paternidade dessa ideia que levou a presidenta a tomar essa decisão?

Requião – Eu não sei. Mas eu atribuo à leniência do Governo com a Ética e com a Moral.
PHA – O senhor acha que esse veto pode cair no Congresso?

Requião – Não, não acho. Nós já tínhamos perdido na Câmara. Os deputados votaram com a Globo e as grandes redes de comunicação. E, em função disso, é muito difícil derrubar o veto. Mas vamos continuar na batalha.

Agora, é uma decepção brutal com a presidenta da República. Eu jamais imaginava sequer a possibilidade de isso acontecer.

Um comentário:

Jadson disse...

Comentário feito pela companheira Socorro Araújo (jornalista) no Facebook:

Socorro Araújo: "Eu acho que, pelo menos nisso, a cumadi foi bem assessorada. O veto não tira o principal, que é o direito de resposta do mesmo tamanho, dia e horário, e ela evita que numa eventual ida ao STF a Aberj consiga o que quer, que é derrubar toda a lei. Esse seria um artigo que eles podiam argumentar, já que tem brechas. Além do mais, eu vou curtir muito vendo o Waack lendo um direito de resposta de Lula. Requião tá certo de chiar, mas eu acho que Dilma fez o certo. Até porque, os principais, a gente sabe, são os impressos, que agora vão ter que fazer jornalismo..."