sábado, 4 de abril de 2015

EX-DIRETOR DE GUANTÂNAMO É INTERPELADO POR TORTURAS INFRINGIDAS A FRANCESES

(Foto: Página/12)
Notinha da capa do jornal argentino Página/12, edição impressa de ontem, dia 3

Um tribunal de Paris ordenou ontem (dia 2) o comparecimento do ex-diretor de Guantânamo (cárcere mantido pelo governo dos Estados Unidos em território de Cuba), o general Geoffrey Miller, por uma ação judicial de dois franceses que estiveram detidos (naquele cárcere) e foram torturados, uma decisão que pode abrir o caminho para outros casos. “O general Miller está identificado em todas as investigações internacionais e estadunidenses como (a pessoa) no coração do dispositivo da política de tortura que se praticava. É impensável que não lhe peçam explicações”, assinalou William Bourdon, advogado das vítimas francesas.


Tradução: Jadson Oliveira

Nenhum comentário: