quarta-feira, 11 de março de 2015

SÍMBOLOS DO NAZISMO E DO FASCISMO (E DAS DITADURAS)

(Foto: Internet)

“É impensável que houvesse na Alemanha uma praça dedicada ao Führer ou ao Duce na Itália. É impensável que na Alemanha uma vítima do nazismo vá pela rua e se encontre com uma suástica. Não cabe na cabeça.”


(De Eduardo Ranz, um advogado espanhol de 30 anos que apresentou uma denúncia contra 38 prefeitos do país – entre eles a líder de Madrid, Ana Botella, mulher do ex-presidente José María Aznar – para retirar 86 símbolos da ditadura de Franco que ainda subsistem no espaço público).


(Notinha da capa do jornal argentino Página/12, edição de ontem, dia 10, com o título Símbolos)


Observação do Evidentemente: Editei esta notinha só para lembrar que no nosso Brasil existem milhares (?) de escolas, ruas, praças, bairros e das mais variadas instituições públicas com nomes homenageando ditadores e seus afilhados e cúmplices. 

Não é à toa que exista gente que sai às ruas pedindo ditadura (até jovens! que, por todas as razões do mundo, deveriam adorar a liberdade).

Nenhum comentário: