quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

VENEZUELA: COMUNA SAN ANTONIO, EM CARACAS, IMPULSIONA UMA REVOLUÇÃO SOCIAL



Mediante el deporte, la cultura, recreación y activismo político han logrado unir a la comunidad de El Valle para disminuir la violencia en los jóvenes e interesarlos por solucionar sus necesidades.
(Fotos: jornal CiudadCCS)

Através do esporte, cultura, recreação e militância política, conseguiram unir a comunidade de El Valle para combater a violência entre os jovens e mobilizá-los para a luta visando a solução dos seus problemas.


A Comuna San Antonio fica na "paróquia" El Valle, na capital Caracas ("paróquia/parroquia" é como se fosse um enorme bairro, composta de bairros menores que chamam "urbanização/urbanización"; em Caracas/Distrito Capital existem 32 "parroquias"; a El Valle é uma delas, fica em Libertador, que é o mais populoso dentre os cinco municípios que compõem a capital).

No que foi uma zona cafeeira no século 19 surgiu a comunidade de San Antonio, na "paróquia" El Valle; a apenas 500 metros do terminal La Bandera está a entrada principal.

Dois séculos depois, a comunidade se foi organizando, até chegar a um ponto em que combinou com projetos do presidente Hugo Chávez Frías em 2006 para formar a comuna.

Ainda não estava registrada a organização popular no Ministério das Comunas, mas os fundamentos já estavam deixando pautas desde 2006 quando se considerava constituir a comuna San Antonio.

Foi naquele ano em que começaram a se estruturar os conselhos comunais com a ajuda de Jorge Luis García Carneiro e Nelson Merentes, ambos incentivadores de movimentos políticos comandados por Chávez.

José Pucci, secretário da comuna em construção e membro do conselho comunal Comunidad Activa 17, mencionou que seus integrantes sempre foram combativos.

"Em 2002 (ano do golpe de Estado contra Chávez), a gente de San Antonio saiu a defender a Revolução em Los Próceres", lembrou.

No ano seguinte um grupo de estudantes da Universidade Central da Venezuela, por solicitação da comunidade, ingressou em San Antonio para dar aulas gratuitas de idiomas na escola Caracciolo Parra León. Isso se deu como projeto social quando a casa de estudo estava mais interessada em colaborar com a formação da população.

Este impulso levou a que os políticos se interessassem em formar a  população em organizações populares para solucionar problemas, entre eles estava o alto índice de violência.

Primeiro se formaram três Comitês de Terra Urbana (CTU): Maisanta 3, Maisanta 2 e Antonio José de Sucre. Desta maneira começaram a delimitar fronteiras territoriais.

Com a chegada dos conselhos comunais, os CTU passaram a conselhos comunais e se constituíram dois: Unidad San Antonio e Comunidad San Antonio 3.
IMG_4462

Se começou a consolidar um trabalho em grupo e posteriormente 11 conselhos comunais se formaram: Comunidad Activa 17, Fuerza Unida de San Antonio, Comunidad Bloque 16, Pasprefut, Comunidad San Antonio 3, Gente Participativa, Conjunto residencial San Antonio, Alborada, Unidad San Antonio, San Antonio Unión y Amistad, e Mirador de San Antonio.

Tradução: Jadson Oliveira

Clicar para continuar lendo, em espanhol, no Aporrea:

Nenhum comentário: