domingo, 11 de janeiro de 2015

EM PROGRAMA DE TV, MARADONA DEFINE FIDEL CASTRO COMO 'O MAIOR DA HISTÓRIA'

Diego Maradona e sua namorada Rocío Oliva ao chegar ao show do cantor cubano Silvio Rodríguez, em Havana, na última sexta-feira (09/01) (Foto: Agência Efe/Opera Mundi)


Ex-jogador argentino lembrou também a amizade que o une a ex-presidente cubano: 'graças a Fidel estou vivo'
 
Por Agência Efe, de Havana - reproduzido do portal Opera Mundi, de 11/01/2015 - 08h45
O ex-jogador argentino de futebol, Diego Armando Maradona, definiu neste sábado (10/01) o ex-presidente cubano, Fidel Castro, como "o maior da história", durante seu programa de televisão "De Zurda" (tradução literal "De Canhota"), do canal latino-americano "Telesur", transmitido desde Havana.

Maradona e o jornalista Víctor Hugo Morales dedicaram a primeira parte do programa, que neste fim de semana se transmite ao vivo desde a capital cubana, a elogiar a figura de Fidel Castro, lembrando a amizade que une o jogador com o ex-presidente cubano.

O ex-jogador também comentou no programa o encontro que teve esta semana em Havana com os três agentes cubanos que estiveram presos nos Estados Unidos por espionagem e que foram libertados e devolvidos à ilha em virtude dos acordos entre Havana e Washington para normalizar relações.

O retorno dos ex-prisioneiros ao país, disse, é "uma vitória de Fidel", que segundo destacou Maradona nunca abandonou a causa de "Los Cinco".


Nesta nova edição de "De Zurda", Maradona e Morales também repassaram a faceta esportiva de Fidel Castro em sua juventude, que praticou beisebol, basquete, atletismo e também futebol.

O programa "De Zurda" foi transmitido em primeira temporada entre junho e julho passado durante a Copa do Mundo do Brasil com vários convidados do esporte, da cultura e da política, como o presidente equatoriano Rafael Correa, e figuras do futebol como o brasileiro Roberto Carlos, o colombiano Carlos Valderrama, o italiano Alessandro del Piero e o mexicano Hugo Sánchez.
 

Nenhum comentário: