terça-feira, 21 de outubro de 2014

RENATO ROVAI: DATAFOLHA E VOX POPULI MOSTRAM DILMA NA FRENTE, MAS O JOGO CONTINUA...

Charge do Latuff, declarando apoio a Dilma.
Charge do Latuff, declarando apoio a Dilma (Ilustração: Blog do Rovai)



A reforma política e a regulamentação da mídia são compromissos de campanha de Dilma. E se ela ganhar, vai ser com isso no programa.

Por Renato Rovai, no Portal Fórum/Blog do Rovai, de 20/10/2014, às 21:34

Tanto o Datafolha quanto o Vox Populi mostram Dilma com quatro pontos na frente de Aécio, 52%a 48. A eleição de qualquer maneira permanece no limite do empate técnico. Hoje pela manhã a CNT/MMA já havia dado Dilma com 50,5% a 49,5%. A CNT é presidida por Clésio Andrade, ex-vice governador de Aécio. Ou seja, até eles já admitiam um crescimento da presidenta.

Além desses resultados, o Ibope divulgou números do Rio de Janeiro. No estado, Dilma tem 56%  e Aécio 44%, o que permite projetar uma vitória na casa do 1 milhão de votos. O que pode compensar Minas caso Aécio venha a ganhar por lá. O que hoje não é uma realidade.

Nos trackings internos do PT os números gerais são muito semelhantes. A diferença é também de 4 a 5 pontos. O que é interessante destacar desses levantamentos internos é que São Paulo começa a reagir. Dilma está com 33% dos votos totais contra 53% de Aécio no estado. A diferença ainda é bem grande, mas Dilma vem crescendo de forma constante e isso somando com os dois atos realizados hoje, em Itaquera e no Tuca-PUC, pode levá-la a reduzir a diferença antes prevista.

Os tucanos trabalhavam com uma vantagem de 7 milhões de votos por aqui. Mas se a eleição fosse hoje, a diferença provavelmente seria de 5,5 milhões. O que ainda é algo bastante significativo.
Por isso também  a eleição está longe de estar decidida. Aécio terá a mídia a seu favor quando o horário eleitoral acabar e ainda há o debate da Globo. Comemorar é bom pra torcida, quem faz análise precisa ser um pouco mais cuidadoso.

O que parece ter feito diferença nesses últimos dias foram os ataques que o candidato tucano fez a Dilma. Entre as mulheres, pelo Vox Populi, Dilma tem 47% e Aécio 42%. Dilma ainda tem como explorar melhor essa agressividade desmedida do tucano, até porque o que ele fez foi algo inédito na história das eleições brasileiras.

Ao chamar Dilma de leviana e mentirosa, Aécio incorporava o ódio de parte dos seus eleitores e de alguma forma representava os que mandaram-na tomar no c… na abertura da Copa do Mundo. Como Aécio não conhece o povo, achou que aquilo não lhe custaria votos. A tática deu errado. E ele pode perder a eleição muito por causa daquilo.

Mas ainda não perdeu.

Em tempos de redes sociais digitais, cinco dias é cinco meses dos tempos analógicos. Cada segundo precisa ser administrado como um dia. E por isso, se os petistas quiserem ganhar essa eleição o conselho deste blogueiro é que eles mantenham a humildade, trabalhem duro e sejam bem humorados. Ninguém aguenta gente arrogante e chata e que quando as coisas melhoram passa a contar vantagem.

E mesmo se Dilma vier a ganhar a eleição, o melhor a fazer é buscar retomar um outro padrão de diálogo com o país. E não apostar na guerra doentia. O que não significa que não se terá que quebrar uns ovos fazendo, por exemplo, a reforma política e a regulamentação da mídia. Mas isso é compromisso de campanha de Dilma. E se ela ganhar, vai ser com isso no programa.

Nenhum comentário: