sábado, 25 de outubro de 2014

ELEIÇÕES BRASIL 2014: A VEJA IGNORA A JUSTIÇA. E O TSE CUIDA DOS "DECOTES"

panfleto
Os advogados da Veja, talvez, estejam repetindo a correria a Gilmar Mendes para suspender a decisão, que se diz “imediata”.

Por Fernando Brito, no blog Tijolaço, de 25/10/2014 às 22:55 (horário de verão)

O TSE mandou a Veja dar “direito de resposta”  a Dilma Rousseff.

Mudou o texto e só autorizou um bem chinfrim, porque, segundo o ministro´relator, as respostas oferecidas  estavam   impregnadas “de expressões impertinentes, e que assim merecem decotes para não render ensejo a novo pedido de direito de resposta.”

Decotes.

A ordem era que isso se fizesse “imediatamente”.

Isso foi por volta das 19 horas, pouco mais que isso.

Depois de um dia inteiro, como se vê na foto, que a capa da Veja virou o que era, desde o princípio: um panfleto de Aécio Neves.

Faltam 20 minutos para as 11 e neca de direito de resposta, já pífio, no site da revista que espalhou, como panfletos, a sua capa infamante.

Nada.

Os advogados da Veja, talvez, estejam repetindo a correria a Gilmar Mendes para suspender a decisão, que se diz “imediata”.

Enquanto isso, perdoem a expressão chula, “cagam e andam” para o TSE.

Talvez publiquem o “direito de resposta” de madrugada.

Imaginem se cai um viaduto e o site da Veja, por “razões técnicas” só noticia três horas depois. Ou quatro, ou cinco…

Suas Excelências, os ministros do TSE estão sendo feitos de babacas, de novo com o perdão da palavra.

Todos estão tomando um bom vinho, agora.

“Salvaram a cara” jurídica.

Quem sabe, às duas da manhã, coloquem no ar.

Pelo menos, o meu professor das “bolinhas de papel” do ginásio fazia cara de brabo.

Nenhum comentário: