sexta-feira, 12 de setembro de 2014

NOVO DIRIGENTE DA UNASUL PROPÕE TRIBUNAL REGIONAL E NOVO SISTEMA FINANCEIRO



Ernesto Samper (Foto: Ecuavisa)
Do novo sistema financeiro poderiam participar entidades como o Banco do Sul, a Corporação Andina de Fomento e o banco dos BRICS.

Do portal Nodal – Notícias da América Latina e Caribe, de 05/09/2014

Ernesto Samper iniciou nesta quinta-feira (semana passada) em Quito (Equador) suas atividades como secretário geral da União das Nações Sul-americanas (Unasul). Durante uma coletiva de imprensa anunciou que na próxima semana (esta semana) em Caracas (Venezuela) receberá formalmente o cargo. Ademais, mencionou entre suas prioridades, consolidar o sistema financeiro do organismo e a possível criação de um tribunal penal para a região.

Ainda que já tivesse sido anunciado que os países membros da Unasul concordavam que o secretário geral da entidade devia ser o ex-presidente colombiano Ernesto Samper, só agora ele inicia seu trabalho como tal.

Seu escritório será em Quito. Entretanto, já anuncia suas primeiras visitas: “Ademais de receber o cargo em Caracas, minha primeira visita oficial será ao Chile, Argentina e Uruguai”.

Samper falou de impulsionar o protagonismo político da Unasul, mas sem se assemelhar à OEA (Organização dos Estados Americanos): “A Unasul não é a anti-OEA, mas tampouco quer se parecer à OEA”.

Há várias propostas. Uma delas acolhida a partir dos promotores (procuradores) da Colômbia e Equador: um tribunal penal para a região exclusivamente sobre delitos transnacionais. “Que seria para julgar, a parte de investigação seria feita pelas promotorias (procuradorias) de cada país, porém a parte de julgamento seria feita por este tribunal com jurisdição regional”, disse.

O que poderia incluir um instrumento para a solução de controvérsias. No âmbito econômico quer consolidar um sistema financeiro para a Unasul: “Do qual possam participar entidades como o Banco do Sul, a própria Corporação Andina de Fomento, o banco dos BRICS que  acaba de ser anunciado e se mostra aberto ao propósito de apoiar este tipo de projeto”.

Tradução: Jadson Oliveira

Nenhum comentário: