quarta-feira, 24 de setembro de 2014

MADURO A REPÓRTER NOS EUA: O PRESO POLÍTICO MAIS ANTIGO DA HUMANIDADE ESTÁ AQUI, OSCAR LÓPEZ (vídeo)



"Se trata de um portorriquenho, Oscar López. Por que os meios de comunicação internacionais não perguntam por Oscar López, que tem 35 anos preso? Seu único delito? Querer a independência de Porto Rico.  O Mandela da América Latina está aqui”.

“Na década de 60 houve mais de 3 mil jovens desaparecidos, torturados. Nenhum organismo de direitos humanos levantou uma palavra para proteger o povo venezuelano. Na Venezuela, hoje os direitos humanos são respeitados."

Do sítio web da Venezuelana de Televisão/VTV, de 23/09/2014 

Caracas - “Na década de 60 houve mais de 3 mil jovens desaparecidos, torturados. Pouco a pouco uma investigação começa a encontrar os restos dos corpos”.

Assim o presidente Nicolás Maduro explicou a meios de comunicação internacionais a antiga realidade que predominou no país. “Da Venezuela nunca se falou de direitos humanos, somente quando chegou a Revolução Bolivariana (…) resgatou a independência; então nos fazem uma campanha internacional mentindo”.

“No Caracazo (em Caracas, 1989), foram massacradas 3.500 pessoas. Nunca nenhum organismo de direitos humanos levantou uma palavra para proteger o povo venezuelano. Hoje se nos pretende fazer uma campanha que tem sido permanente, e que tem fracassado, para caricaturizar a vida política do país. A Venezuela é um país com pleno respeito aos direitos humanos, com plena vigência das liberdades públicas”.

À sua saída da Cúpula de Mudança Climática, na sede da ONU, manifestou: “Pedimos que cessem as campanhas contra nós e se respeite o direito que tem a Venezuela de fazer uma revolução democrática, constitucional, de independência e socialista”.

Nesse momento, uma repórter estadunidense lhe perguntou: - “Mas há presos políticos da oposição, não?”.

- “Presos políticos? Haveria que perguntar pelo preso político mais antigo da humanidade que está aqui, nos Estados Unidos, se trata de um portorriquenho, Oscar López. Por que os meios de comunicação internacionais não perguntam por Oscar López, que tem 35 anos preso? Seu único delito? Querer a independência de Porto Rico. O Mandela da América Latina está aqui”, respondeu o chefe de Estado. (ZGM)

Nenhum comentário: