quarta-feira, 17 de setembro de 2014

ATO DA CULTURA: DILMA APONTA PERIFERIA NO CENTRO E LULA FAZ DISCURSO HISTÓRICO

(Foto: do Portal Fórum)
Lula defendeu a reforma política e a regulamentação das comunicações, como os dois principais pontos de pauta do próximo governo. Disse que Dilma é craque, que é uma das pessoas mais inteligentes e capazes com quem já trabalhou, mas que como todo craque, não pode querer jogar sozinha.
Por Renato Rovai, no Portal Fórum/Blog do Rovai, de 16/09/2014

Estive no ato de ontem à noite da Cultura com Dilma. Foi mais uma vez um evento grandioso, como o de 2010, que acabou contribuindo muito para tirar a presidenta daquela agenda negativa do aborto e pautar um debate mais consistente na reta final com o tucano José Serra. A frase simbólica daquele evento foi dita por Chico Buarque, que disse que apoiava Dilma, porque queria a continuidade de um governo que não falava grosso com a Bolívia e fino com os EUA.

Aquela frase demarcadora de campos era também o resumo de um Brasil que havia mudado. Depois do governo Lula não havia mais espaço para retroceder para um tempo em que nossos governantes viviam à caça do FMI e que faziam tudo o que os EUA queriam. Chico foi ao ponto.

Ontem ele não esteve no Teatro Casa Grande, mas assinou a carta de apoio a Dilma e Lula lembrou da frase dele em meio a um discurso histórico. Ontem, Lula estava não só inspirado, mas com uma imensa vontade de ser sincero e de pontuar posições. Cometeu apenas um erro, quando tratou da questão dos Pontos de Cultura. Infelizmente parece que o ex-presidente ainda não entendeu a força desse programa e o quão ele é maravilhoso exatamente por destinar todos os recursos para a ponta. Sem a necessidade de investir um centavo sequer em tijolos e prédios ou ainda passar pela mão de intermediários.

Para ler mais no Portal Fórum:

Nenhum comentário: