terça-feira, 9 de setembro de 2014

ARGENTINA: A HOMENAGEM DO FUTEBOL AO “NETO RECUPERADO 114”



Guillermo Pérez Roisinblit, Ignacio Guido Carlotto e Estela de Carlotto, no centro das homenagens (Foto: Télam/Página/12)
Os aplausos e os cantos das arquibancadas: Ignacio Guido Montoya Carlotto, o neto recuperado de Estela de Carlotto, é torcedor do River Plate, mas ainda não havia pisado o gramado do Monumental, em Buenos Aires (ele é morador do interior do país). Seu desejo foi atendido e os dirigentes lhe presentearam uma camisa do clube com o número 114.

Por Juan José Panno, no jornal argentino Página/12, edição de ontem, dia 8

“Há que saltar, há que saltar, o que não salta é militar.” O canto nasceu numa das cabeceiras e se estendeu a todo o estádio enquanto era realizada no círculo central a cerimônia de entrega duma placa à presidenta de Abuelas de Plaza de Mayo (Avós da Praça de Maio), Estela de Carlotto, e uma camisa do River com o número 114 a seu neto, Ignacio Guido Montoya Carlotto, e ao neto de Rosa Roisinblit, vice-presidenta de Abuelas.

O ato, que se realizou uns cinco minutos antes do início da partida, por iniciativa do presidente do clube de Núñez (bairro onde fica o estádio do clube em Buenos Aires) e alguns dirigentes, foi muito bem recebido pela multidão que no domingo encheu o Monumental e terminou no coro “Ar-gen-ti-na, Ar-gen-ti-na”, depois de repetir várias vezes o canto  dedicado aos militares da ditadura.

Um dos primeiros dados anunciados sobre Ignacio Guido Carlotto, quando se conheceu a notícia de que havia sido recuperado, foi que era torcedor do River. No domingo, o rapaz teve o grande prazer de pisar o gramado do Monumental e receber como prêmio a camisa do clube de suas paixões. Quando lhe deram o microfone disse que estava “emocionado” e que só tinha palavras de agradecimento pelo presente e ressaltou que “é muito importante que se saiba da luta das Abuelas (Avós)”. Pediu que todos os que tenham dúvidas sobre sua identidade se aproximem da sede da entidade.

Continua em espanhol:

El presidente de River, Rodolfo D’Onofrio; los vices Jorge Britos y Matías Patanian, y el secretario de Derechos Humanos del club, Carlos Pisoni, también le entregaron una camiseta (con el número 68) a otro fana (fã, torcedor) de River, Guillermo Pérez Roisinblit, nieto recuperado de la vicepresidenta de Abuelas, Rosa Roisinblit.

Estela de Carlotto también agradeció públicamente y fue ovacionada, mucho más cuando mencionó a “este gran club que es River Plate”.

Antes de este acto, un grupo de jóvenes que trabajan en Abuelas dieron una vuelta en torno del estadio portando una bandera con esta inscripción: “Si tenés dudas (Se você tem dúvidas), resolvé tu identidad, Abuelas de Plaza de Mayo”. Con esa misma bandera posaron los jugadores del equipo de Gallardo (técnico do time) en la clásica foto previa al partido.

Para completar la tarde, River jugó muy bien y recuperó su identidad futbolística en una nueva muestra de juego colectivo. Casi un símbolo de lo anterior.

Tradução (parcial): Jadson Oliveira

Nenhum comentário: