sexta-feira, 15 de agosto de 2014

PARAGUAI: PROTESTOS NO PRIMEIRO ANO DE GOVERNO DE CARTES




(Foto: Ponta Porã Digital)
Do portal Nodal – Notícias da América Latina e Caribe, de 15/08/2014

A partir das primeiras horas de ontem (quinta-feira), numerosos manifestantes, em sua maioria camponeses, chegaram à capital vindos de distintos departamentos (estados).

Para as 10 horas de hoje (sexta-feira) está previsto o ato central em frente ao Congresso Nacional, em repúdio à gestão do presidente Horacio Cartes, em seu primeiro ano de mandato.

Os manifestantes se congregarão na Praça Itália, de onde marcharão rumo às praças localizadas em frente do Palácio Legislativo, para o ato principal.

Desde quarta-feira, Assunção presencia uma série de manifestações de setores indignados com a administração do presidente.

Uma constante foram os protestos diante dos principais ministérios. Ontem as manifestações se concentraram frente aos ministérios da Educação, Fazenda e Saúde.

“Por um ano de fracasso da educação pública”, foi denominada a manifestação em frente ao Ministério da Educação, encabeçada pela Organização dos Trabalhadores da Educação (OTEP-SN). Na oportunidade, Blanca Ávalos, secretária geral da entidade, denunciou autoritarismo e perseguição por parte da ministra Marta Lafuente.

Frente à Fazenda, os manifestantes repudiaram “o endividamento com os bônus soberanos”.

Já do Ministério da Saúde exigiram uma rápida solução para os problemas sanitários nos assentamentos camponeses, devido às fumigações com agrotóxicos promovidas pelos grandes plantadores de soja.

A mobilização é também contra a privatização e a violência do Estado, pela terra e pelo trabalho.

As convocações são feitas pelo Partido Paraguai Pyahurã, Frente Guasu, a Federação Nacional Campesina, a Coordenação Nacional de Mulheres Trabalhadoras e Rurais, Kuña Pyrenda, Corrente Sindical Classista, 15 de Junho, Frente Recoleta, Frente Patriótica Popular e pela Organização dos Trabalhadores da Educação.

Tradução: Jadson Oliveira

Nenhum comentário: