quinta-feira, 28 de agosto de 2014

ESTADOS UNIDOS: A GUERRA COMEÇA NA CULTURA (vídeo)


Foto tomada do vídeo feito quando a menina estava treinando com a Uzi (Foto: Página/12)

Uma menina de nove anos matou um instrutor de tiro no Arizona: entrou com seus pais num local onde são realizados treinamentos de tiro. Primeiro disparou o pai com uma metralhadora Uzi. A menina quis experimentar, porém não controlou a arma e matou o instrutor. A mãe gravava a experiência num vídeo.

Matéria do jornal argentino Página/12, edição de hoje, dia 28 (Vídeo do portal venezuelano Aporrea.org)

No Arizona, uma menina de nove anos atirou com uma Uzi na cabeça do instrutor que estava lhe dando aula quando perdeu o controle do fusil que, por sugestão do instrutor, acabava de colocar no automático. O instrutor, um sargento do exército norte-americano que ocasionalmente dirigia práticas de tiro com armas de guerra no local chamado Bullets and Burgers, do centro comercial Last Stop, foi levado em helicóptero a um hospital de Las Vegas, mas faleceu poucas horas depois. O responsável pelo estabelecimento onde ocorreu a tragédia se mostrou desconcertado pelo ocorrido e disse que não deveria ter acontecido se fossem cumpridos todos os procedimentos de segurança. O lugar, de qualquer forma, não será punido porque está legalmente habilitado. A menina estava de férias com sua família, e foi sua mãe quem gravou em vídeo o momento dos disparos fatais.

A tragédia ocorreu na segunda-feira pela manhã em Bullets and Burgers (BB), um local de prática de tiro perto de Las Vegas, que é anunciado como único por ter “a atmosfera dos bunkers de Tormenta do Deserto”. Em sua página web, que não fez menção ao episódio, BB explica que os que visitam o estabelecimento “têm a oportunidade de atirar com uma ampla gama de revólveres automáticos e armas especiais. Escolherá as armas que queira disparar de nossa extensa coleção e lhe forneceremos proteção para olhos e ouvidos, munição e guia especializado”. O estoque disponível vai desde “as armas reais usadas em vários sucessos de Hollywood, inclusive Terminator e Rambo II”, até uma vasta lista de metralhadoras, metralhadoras de pé, metralhadoras semi-automáticas, calibre .50, e armas de mão: Uzi, Mini Uzi, Scar, rifle Galil 556, Águia do Deserto, Colt M-16, MP5/40, FN Fal, AK-47 (mais conhecida como Kalashnikov), Browning .50 cal, M249., Magnum.

Continua em espanhol:

De toda esa oferta, una niña (uma menina) de nueve años, oriunda de Nueva Jersey, que vacacionaba (passava férias) en el lugar con su familia, eligió (escolheu) la misma Uzi que, instantes antes, había disparado su padre (seu pai). Guiada por el instructor Vacca, de 39 años, realizó los primeros tiros contra un blanco fijo (alvo fixo) pintado sobre papel, como los utilizados en las prácticas profesionales de tiro. Su madre registraba toda la escena en video, por lo que la policía cuenta con la prueba de los momentos previos a la tragedia, en los cuales el instructor, primero, explica a la niña cómo sostener el arma con las dos manos (duas mãos) y, luego, la felicita por disparar acertadamente de un tiro a la vez. Finalmente, Vacca le dice: “Bien, todo automático”. La niña dispara pero, con la fuerza de los disparos continuos, pierde el control del arma al no poder sostener el agarre con ambas manos, y, con la mano derecha, orienta la Uzi hacia (na direção da) la cabeza del instructor.

“La niña accionó el gatillo automático de la Uzi y la fuerza del retroceso impulsó el arma por encima de su cabeza y (los disparos) alcanzaron a la víctima”, detalló en un comunicado la policía de Mohave, que también dio a conocer un video editado con los momentos previos a que Vacca cayera herido al piso (caiu ferido no chão). Vacca habría recibido uno de los cuatro disparos que se sucedieron a gran velocidad. “El hombre simplemente cayó”, dijo el sheriff de Mohave, Jim McCabe. Una vocera de la oficina (uma porta-voz, representante do escritório) de McCabe agregó: “É fácil agora olhar para trás, para algo muito trágico, e dizer ‘ah, por que aconteceu isso?’ Isso não deveria ter acontecido. É uma raridade que algo assim aconteça”.

El dueño de BB, Sam Scarmardo, se mostró desconcertado por lo ocurrido. “Realmente no sabemos qué pasó (o que aconteceu). Los muchachos (os rapazes) están entrenados para mantenerse cerca (perto) de la gente cuando está tirando (atirando). Si están disparando con la mano derecha, tenemos a un diestro (destro, que usa a mão direita) detrás de ellos listo para quitar el arma del medio (pronto para controlar a arma). Y si son zurdos (canhotos), lo mismo”, aseguró Scarmardo.

Por ley, en Arizona es preciso tener al menos 18 años para cargar armas, pero, a la vez, esa disposición no se aplica sobre lo que suceda en una propiedad privada, o (ou) si la persona menor de edad está acompañada por uno de sus padres (país) o de un instructor certificado.

Tradução (parcial): Jadson Oliveira

Nenhum comentário: