domingo, 15 de junho de 2014

AMÉRICA LATINA: CORREA VÊ MÍDIA HEGEMÔNICA COMO ARMA "DE DESTRUIÇÃO MASSIVA" (vídeo)


Evo, Correa e Maduro no encontro do G77+China que se desenrola neste final de semana na Bolívia (Foto: Prensa Miraflores/Aporrea)







Denunciou o assédio a todos os governos de esquerda, mediante a utilização dos meios de comunicação pertencentes à direita.

Por Venezuelana de Televisão (VTV - estatal) - reproduzido do portal Aporrea.org, de 14/06/2014

Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) - O presidente do Equador, Rafael Correa, alertou que está em marcha um processo de restauração dos modelos orquestrados pela direita continental que foi afastada do poder pelos povos que elegeram governos progressistas, democráticos e de esquerda, e citou como exemplo o assédio que enfrenta a Venezuela e o governo do presidente Nicolás Maduro Moros.


A nível regional há uma restauração conservadora que quer acabar com estes governos progressistas. Aí está o assédio ao governo democrático, legítimo, de nosso companheiro Nicolás Maduro, e toda América Latina está com nossa querida Venezuela.


Denunciou o assédio a todos os governos de esquerda, mediante a utilização dos meios de comunicação pertencentes à direita, qualificando-os como instrumentos “de destruição massiva (...). Eles são instrumentos para impor a cultura hegemônica e nos manter dominados”.


“Não nos enganemos, povos da Nossa América, há uma restauração conservadora em marcha, com estratégias de poder, coordenadas, articuladas, e por isso os povos, os progressistas, os movimentos de esquerdas, devemos estar mais articulados do que nunca”, exortou.


Denunciou também a infiltração das ONGs financiadas por governos estrangeiros que pretendem atacar os processos sociais de mudança existentes na América Latina.


Tradução: Jadson Oliveira


Nenhum comentário: