terça-feira, 13 de maio de 2014

GENEBRA: CUBA DENUNCIA PROGRAMA ZUNZUNEO ANTE COMISSÃO DA ONU




Genebra, 12 maio (Agência Prensa Latina) - O programa ZunZuneo, criado pelos Estados Unidos para instigar a subversão em Cuba, viola compromissos adotados na Cimeira Mundial da Sociedade da Informação, denunciou hoje aqui a embaixadora da nação caribenha, Anayansi Rodríguez.
Ao participar na Comissão de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento 2014, a representante permanente de Cuba ante o Escritório das Nações Unidas em Genebra explicou os reais propósitos desta rede.

Entre estes figuram, afirmou, "aumentar o número de usuários para depois introduzir conteúdos políticos que inspirassem a convocação de concentrações em massa e fomentar com isso a subversão interna, a desestabilização e a eclosão de uma crise política".

O plano esteve ativo entre 2009 e 2012 e, segundo revelaram em abril meios de imprensa, incluiu empresas de fachada e servidores em vários continentes, tendo em vista ocultar a origem das mensagens enviadas a milhares de pessoas.

A rede constituiu uma operação encoberta que transgride leis cubanas e norte-americanas, como a CAN-SPAM Act, aprovada no Congresso do país do norte em 2003, a qual proíbe enviar mensagens comerciais ou de outro tipo sem o consentimento do destinatário.

"Estes fatos violam também o espírito de compromisso adotado na linha de ação C5 da Cimeira Mundial da Sociedade da Informação, sobre a construção da confiança e segurança no uso das tecnologias da informação e comunicação", acrescentou a embaixadora.

Rodríguez considerou preocupante a coleta de dados privados dos usuários para serem empregados com fins políticos.

"Os assinantes nunca souberam que o serviço foi criado pelo governo dos Estados Unidos, nem que se recolhia informação privada", ressaltou.

Ante esse fórum das Nações Unidas, Cuba rechaçou novamente o uso com fins desestabilizadores das novas ferramentas da informação e das comunicações e exortou uma vez mais ao governo dos Estados Unidos a pôr fim a suas ações ilegais, encobertas e subversivas.

A Comissão de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento foi criada pela ONU em 1992 para examinar as questões relacionadas com estes temas, promover o conhecimento de políticas científicas e formular recomendações.

O décimo sétimo período de sessões desse organismo se realiza durante esta semana no Palácio das Nações de Genebra.

Nenhum comentário: