segunda-feira, 7 de abril de 2014

CHOMSKI: ESTADOS UNIDOS É EXEMPLO DUMA SOCIEDADE QUE PRATICOU “ENORME EXTERMÍNIO”


Noam Chomsky, analista político estadunidense, linguista do Massachusetts Institute of Technology/MIT (Foto: AFP/Virginie Montet)


"Democracia capitalista realmente existente" (RECD, na sigla em inglês): "Uma espécie de capitalismo de Estado, com um componente poderoso do Estado na economia...”

Por Actualidad RT (TV Rússia Today), de 06/04/2014

Os Estados Unidos é um exemplo duma sociedade colonial de assentamento, que praticou um "enorme extermínio" da população indígena para apoderar-se dos seus recursos, afirma o analista político Noam Chomsky.

Explica numa entrevista, dedicada à ecologia, à ética e ao anarquismo, que neste caso se trata do imperialismo dos EUA, do europeu, da Austrália e "assim sucessivamente".
 
Chomsky recorda que os elementos das populações indígenas que  sobreviveram até hoje são aqueles que estão tentando evitar a destruição. "Em países com populações indígenas importantes, como no Equador e Bolívia, há legislação, inclusive disposições constitucionais, que regulam direitos da natureza, que são objeto de burlas nos países ricos e poderosos, mas que continuam sendo a esperança para a sobrevivência", escreve o estudioso estadunidense, citado por AlterNet.

Ele sublinha que a Terra nunca foi um "recurso infinito", mas a prática capitalista a trata como se fosse "um cubo de lixo infinito".

Chomsky explicou o que para ele é "democracia capitalista realmente existente" (RECD, na sigla em inglês): "Uma espécie de capitalismo de Estado, com um componente poderoso do Estado na economia, mas com um pouco de confiança nas forças do mercado". "As forças do mercado que existem estão formadas e distorcidas para servir aos interesses dos poderosos, pelo poder do Estado, que em grande medida está sob o controle das concentrações do poder privado, assim que há uma estreita coordenação", conclui o expert.  

Tradução: Jadson Oliveira

Nenhum comentário: