sábado, 1 de março de 2014

VENEZUELA: JAUA, AO CHANCELER BRASILEIRO: “CORRENTES NEOFASCISTAS”



Chanceler venezuelano Elías Jaua (Foto: Internet)
Nota do jornal argentino Página/12, edição de hoje, dia 1º.

O chanceler da Venezuela, Elías Jaua, responsabilizou “correntes neofascistas” pelos protestos que iniciados em seu país há três semanas. Jaua entregou ao seu par brasileiro, Luis Alberto Figueiredo, um informe sobre “os antecedentes e as causas da agressão” que, segundo afirmou, nasceu de umas facções violentas da oposição vinculadas ao partido Voluntad Popular (Vontade Popular) e a seu líder, Leopoldo López. “Escolheram outra vez o caminho da violência, mas contra o governo de Nicolás Maduro, que tem somente 10 meses no poder e cujas forças ganharam em 75% das prefeituras do país nas eleições de dezembro passado”, disse Jaua. O chanceler venezuelano teve um encontro a portas fechadas com Figueiredo. Segundo meios de comunicação do Brasil, Jaua pediu o apoio do Brasil à sua proposta de convocar uma reunião da União das Nações Sul-americanas (Unasul) para debater a crise em seu país. Segundo ele, Figueiredo foi receptivo quanto à proposta venezuelana.

Nenhum comentário: