segunda-feira, 31 de março de 2014

200 PARAMILITARES ESTARIAM PRONTOS NA COLÔMBIA PARA INGRESSAR NA VENEZUELA



(Foto: Reuters/RT)
Grupos paramilitares colombianos estariam na fronteira com a Venezuela à espera de que a situação da ordem pública se agrave no país vizinho para ingressar no seu território. A inteligência militar venezuelana alerta sobre este perigo.

Por RT Actualidad (Rússia Today), de 31/03/2014

Segundo revelou numa emissão televisiva o político e jornalista do programa 'Los Confidenciales', José Vicente Rangel, na localidade de Ragonvalia, do Departamento do Norte de Santander, "estão na atualidade concentrados aproximadamente 200 efetivos de irregulares com abundante armamento e logística". Acrescentou, com referência a uns informes da inteligência militar, que a mesma coisa ocorre em outros lugares da fronteira.

A situação no próprio território venezuelano continua sendo alarmante. Na opinião do jornalista, está em preparação uma segunda ofensiva. O saldo de vítimas fatais dos sangrentos enfrentamentos que se desencadearam na Venezuela em fevereiro passado subiu neste final de semana para 39.

No governo e no Exército venezuelano há a visão de que as forças antirrevolucionárias na vizinha Colômbia procuram se aproveitar desta situação e entrar em cena.

Rangel abordou também o tema da tática de luta que os setores radicais da oposição levam a cabo e que é denominada em Caracas como 'guarimba' (barricadas nas ruas da área mais rica da capital, com atos violentos e franco-atiradores). O apresentador do programa de TV lembrou que tal tática já havia sido ensaiada nos anos 2002–2003 e "agora se repete com maior organização, recursos e logística".

Entre os novos métodos, destacou o uso de troncos de árvores nas grandes cidades. Supõe-se que nos próximos enfrentamentos esses troncos poderiam servir para que as forças antigovernamentais possam montar barricadas nas ruas.

Tradução: Jadson Oliveira

Nenhum comentário: