sábado, 1 de fevereiro de 2014

COSTARIQUENHOS VÃO ÀS URNAS NESTE DOMINGO




(Foto: Telesur)
Traduzido do portal Nodal – Notícias da América Latina e Caribe, de 31/01/2014

Os 13 candidatos nas eleições presidenciais deste domingo em Costa Rica tentam, com as limitações legais vigentes desde quinta-feira, dia 30, (com o encerramento da campanha), conquistar os indecisos, que segundo as sondagens de opinião seriam um terço do eleitorado.


De acordo com o Código Eleitoral, desde quinta os candidatos não podem realizar atos públicos nem colocar anúncios pagos nos meios de comunicação e tampouco podem divulgar pesquisas.


No entanto, podem fazer proselitismo sempre e quando não haja concentrações massivas nem seja interrompido o tráfego.


A maioria dos candidatos se dedicará então a visitar comunidades mais distantes da capital, a atender os meios de comunicação e a reunir-se com membros de seus partidos e com personalidades que apoiam suas candidaturas.


Os candidatos


As últimas pesquisas publicadas indicam que nenhum dos postulantes se acerca dos 40% dos votos necessários para ganhar no primeiro turno e que será necessário um segundo.


Os indecisos superam as porcentagens de intenção de voto dos candidatos melhor situados, que são: Johnny Araya, do governante Partido Libertação Nacional (social-democrata); José María Villalta, da esquerdista Frente Ampla; Luis Guillermo Solís, do centro-esquerdista Partido Ação Cidadã; e Otto Guevara, do direitista Movimento Libertário.

Os votantes


Para o pleito de 2 de fevereiro estão aptos a votar cerca de 3,1 milhões de cidadãos para eleger o presidente e os 57 deputados da Assembleia Legislativa para o período 2014-2018.


Tradução: Jadson Oliveira

Nenhum comentário: