domingo, 19 de janeiro de 2014

MENSALÃO: GENOÍNO ALCANÇA TOTAL EM DOAÇÕES PARA PAGAR MULTA AO STF

Genoino, visivelmente emocionado, apresenta-se à Polícia Federal, em São Paulo
Genoino, visivelmente emocionado, apresenta-se à Polícia Federal, em São Paulo (Foto: Correio do Brasil)
“Condenado sem provas por um tribunal que se dobrou a um linchamento midiático, Genoíno está sendo alvo agora de uma perseguição rancorosa e odiosa", diz o site criado por amigos e familiares.

Por Correio do Brasil, de São Paulo e Brasília, de 18/01/2014

O site organizado por familiares e amigos do ex-deputado José Genoíno atinge, nas próximas horas, os R$ 667,5 mil necessários para pagar a multa imposta ao líder petista no processo do mensalão. Com doações que vão de R$ 10 a R$ 48 mil, a maior registrada até agora, em apenas oito dias, o site em apoio a Genoíno arrecadou R$ 660 mil do total exigido pela Justiça. A multa foi imposta a Genoíno pelo juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, indicado pelo presidente do STF para executar as penas dos réus condenados no processo do chamado “Mensalão”.

O prazo determinado pelo juiz para o pagamento da multa expiraria no dia 20 de janeiro e a família do ex-deputado não tinha recursos para bancar a despesa. A venda do único imóvel que eles têm no bairro do Butantã, Zona Oeste de São Paulo, chegou a ser cogitada para o pagamento da multa. Entre as doações ao petista está um quadro do artista plástico Enio Squeff, nascido em Porto Alegre e radicado em São Paulo, que será leiloado para completar a “vaquinha” em favor dos familiares.

Genoíno foi condenado a seis anos e onze meses de prisão em regime semi-aberto no processo conhecido como ‘mensalão’ pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa, os quais Genoíno nega ter cometido. No site criado por amigos e familiares, uma mensagem lembra os 50 anos de militância política do ex-deputado, que foi preso e torturado pela Ditadura Militar e chegou a ser exilado político brasileiro após deflagração de operação da região do Araguaia. “Poucos têm uma história de vida tão comprometida com a justiça social e a liberdade”, diz a mensagem.

O texto também sugere que Genoíno foi vítima de um “linchamento midiático” e que fora condenado sem provas pelo STF.

“Condenado sem provas por um tribunal que se dobrou a um linchamento midiático, Genoíno está sendo alvo agora de uma perseguição rancorosa e odiosa. Apesar de seus gravíssimos problemas de saúde, continua a sofrer ameaças e constrangimentos intoleráveis da parte de algumas autoridades”, afirma.

Genoíno continua preso em regime domiciliar em Brasília, onde espera decisão do STF para uma possível transferência a São Paulo, onde pede para cumprir a pena imposta pelos ministros da Suprema Corte. Até atingir os R$ 7 mil ainda restantes o site http://www.apoiogenoino.com/ continua recebendo doações, mas depois será interrompido, o que deverá ocorrer nas próximas horas.

Nenhum comentário: