domingo, 26 de janeiro de 2014

ATO CONTRA COPA EM SP TEM MAIS DE 100 DETIDOS APÓS VIOLÊNCIA E VANDALISMO



Fusca incendiado na manifestação de SP (Foto: Gabriela Biló/Futura Press/Estadão Conteúdo/do R7)
Black blocs teriam iniciado confronto com Polícia Militar no centro de São Paulo

Por Thiago de Araújo, no sítio web R7 Notícias (da TV Record), de 25/1/2014 às 22h01 (atualizado em 26/1/2014 às 05h02)

Um total de 148 pessoas foi detido na noite deste sábado (25) pela Polícia Militar, após as cenas de violência e vandalismo durante a manifestação contra a Copa do Mundo no Brasil. A maioria estaria envolvida com agressões a policiais e com o rastro do quebra-quebra ocorrido em várias ruas do centro de São Paulo.

De acordo com informações da PM, os 148 foram conduzidos para duas delegacias, 78º Distrito Policial, nos Jardins, e 2º Distrito Policial, no Bom Retiro, onde foram ouvidos e posteriormente liberados. A polícia informou ainda que três agências bancárias e uma viatura da GCM (Guarda Civil Metropolitana) foram depredadas. Um Fusca foi incendiado.

Após as prisões, a operação continuou na noite deste sábado, quando não havia registro de confrontos na cidade. Policiais militares seguem de prontidão na região central da capital, a fim de evitar novos tumultos.

Primeiro confronto

Com os black blocs na linha de frente, o protesto que começou pacífico, por volta das 17h no vão livre do Masp, na avenida Paulista, descambou para o confronto violento perto das 20h, quando o ato se encontrava nos arredores do Teatro Municipal. Naquele momento, havia pouco mais do que o dobro dos 700 manifestantes iniciais, de acordo com número repassado pela PM – embora coletivos tenham estimado entre 2.000 e 3.000 pessoas presentes.

O primeiro embate começou na rua Barão de Itapetininga. A reportagem do R7 acompanhou o momento em que black blocs começaram a atirar objetos, pedras e paus contra agentes da Polícia Militar. Em um primeiro momento, os policiais apenas se defenderam, para depois reagir.

Para continuar a leitura no site R7: (inclusive com link para fotos)

Nenhum comentário: