domingo, 19 de janeiro de 2014

ARGENTINA: VÍTIMAS DO FRANQUISMO PEDEM A EXTRADIÇÃO DE MAIS 60 TORTURADORES (vídeo)



(Foto: Aporrea)
Por Atualidade RT (Rússia Today) - reproduzido do portal venezuelano Aporrea.org, de 17/01/2014

Os representantes das vítimas do franquismo buscam ampliar com mais 60 nomes a lista de criminosos franquistas para serem extraditados à Argentina, onde foi iniciado um processo contra eles.

A Lei da Anista promulgada na Espanha em 1977 (N.T.: assim como a Lei da Anistia do Brasil, de 1979) impede julgar neste país os crimes da ditadura franquista. Por isso as vítimas do franquismo buscam investigar estes crimes na Argentina, onde no ano de 2010 foi aberto um processo a respeito.

Os representantes da Coordenação Estatal de Apoio à Querela Argentina contra crimes do franquismo (Ceaqua) se reuniram na quinta-feira, dia 16, com o procurador chefe da Audiência Nacional espanhola, Javier Zaragoza. No encontro foi proposto o acréscimo, em duas etapas, de mais 60 nomes na lista de servidores franquistas que já estão em processo de extradição à Argentina, onde serão julgados por crimes contra a humanidade.


Nenhum comentário: