domingo, 1 de dezembro de 2013

BERTHOLD BRECHT: “...QUEM NÃO COME O SUFICIENTE, MORRE LENTAMENTE”



Brecht foi dramaturgo e poeta alemão, nasceu em 10/02/1898 e morreu em 14/08/1956 (Foto: Internet)
Poemas de Brecht (do Blog do IZB – Instituto Zequinha Barreto)

SOBRE A VIOLÊNCIA

A corrente impetuosa é chamada de violenta
Mas o leito do rio que a contém
Ninguém chama de violento.
A tempestade que faz dobrar as bétulas
É tida como violenta.
E a tempestade que faz dobrar
Os dorsos dos operários na rua?


QUEM SE DEFENDE

Quem se defende porque lhe tiram o ar
Ao lhe apertar a garganta, para este há um parágrafo
Que diz: ele agiu em legítima defesa. Mas
O mesmo parágrafo silencia
Quando vocês se defendem porque lhes tiram o pão.
E, no entanto, morre quem não come, e quem não come o suficiente
Morre lentamente. Durante os anos todos em que morre
Não lhe é permitido se defender.


Frases de Brecht (de PENSADOR.INFO – UOL):

Apenas quando somos instruídos pela realidade é que podemos mudá-la.

Perante um obstáculo, a linha mais curta entre dois pontos pode ser a curva.

Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso.

Nenhum comentário: