quarta-feira, 16 de outubro de 2013

LEILÃO DE LIBRA: OS NÚMEROS QUE MOSTRAM O EQUÍVOCO DE CANCELAR

libraminas
Por Fernando Brito, no blog Tijolaço, de 15/10/2013

Recebo um telefonema de um amigo que pede que eu explique porque sou a favor do leilão de Libra.

Fica, porém, surpreso quando lhe digo que não sou a favor do leilão, mas apenas de ganhar o leilão, porque sei, como dois e dois são quatro, que a Petrobras vai ganhar este leilão.

E porque é que sei, alguém me contou?

Infelizmente, não.

É apenas – se é que se pode chamar de “apenas”  ler e tentar interpretar todo o noticiário do setor de petróleo – a conclusão lógica do que vem acontecendo.

Quando, há dois anos, a Petrobras começou um grande programa de desmobilização de ativos – leia-se: venda de bens e direitos – e partiu para grandes captações de recursos, era sinal de que a empresa “fazia caixa” para alguma ação de grande vulto, se desfazendo de tudo o que não é estratégico ou produz caixa.

(,,,)

Portanto, a se confirmar a “desgraça” prevista por um dos mais respeitáveis adversários do leilão, teremos uma participação governamental mais baixa – e por muito pouco – à aplicada por Hugo Chávez às jazidas venezuelanas.

Para ler tudo:

(Estas duas matérias - uma contra e outra a favor do leilão de Libra - me foram enviadas pelo companheiro Geraldo Guedes, com a questão: "Como ficamos???")

Nenhum comentário: