segunda-feira, 2 de setembro de 2013

22 RAZÕES PELAS QUAIS OS EUA NÃO DEVEM DESENCADEAR A 3ª. GUERRA MUNDIAL NA SÍRIA


(Foto: Atualidade RT/Aporrea)

Por Atualidade RT – reproduzido do portal venezuelano Aporrea.org, de 30/08/2013

Michael T. Snyder, advogado, escritor, ativista político e famoso blogueiro estadunidense, enumera em seu blog ao menos 22 razões que evidenciam que desatar uma guerra é "uma má ideia".

1. Os cidadãos dos Estados Unidos se mostram esmagadoramente contra desencadear uma guerra na Síria.

2. Atualmente uma guerra na Síria é mais impopular entre os cidadãos do que entre os congressistas.

3. O governo Obama não conseguiu a aprovação do Congresso para entrar em guerra contra a Síria, tal como determina a Constituição dos EUA.

4. Os Estados Unidos não conta com a aprovação das Nações Unidas para atacar a Síria e não vai obtê-la.

5. A Síria declarou que ia utilizar "todos os meios disponíveis" para se defender se for atacada pelos Estados Unidos.

6. O ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid al Muallem, fez na terça-feira (dia 27/agosto) a seguinte declaração: "Temos duas opções: nos render ou nos defender com os meios à nossa disposição. A segunda opção é a melhor: nos defenderemos."

7. A Síria possui os mísseis antibuques russos mais avançados.

8. Há muitas possibilidades de que, se os Estados Unidos atacam a Síria, o país árabe ataque Israel.

9. Se a Síria ataca Israel, as consequências poderiam ser totalmente catastróficas. O primeiro ministro israelense, Benjamín Netanyahu, prometeu que responderá "com contundência" qualquer ataque.

10. O Hezbolá muito provavelmente fará tudo o que esteja ao seu alcance para ajudar o regime de Assad a sobreviver. Isso poderia supor ataques tanto contra os EUA como contra Israel.

11. A Síria é um aliado do Irã.

12. Uma guerra com a Síria prejudicará significativamente as relações com a Rússia.

13. Uma guerra com a Síria prejudicará significativamente as relações com a China.

14. O escritor estadunidense Jerome Corsi e o terrorista arrependido palestino Walid Shoebat  recopilaram  provas de que na realidade foram os rebeldes sírios, apoiados pelos EUA, os responsáveis pelo ataque com armas químicas com as quais se justifica a declaração de guerra à Siria.

Continua em espanhol:

15. Según el escritor estadounidense Pat Buchanan, no tiene ningún sentido que el régimen de Al Assad empleara armas químicas contra mujeres y niños indefensos. Los únicos que podían beneficiarse de este tipo de ataque serían los rebeldes.

16. Si los sauditas realmente quieren derrocar al régimen de Al Assad deben hacerlo ellos mismos. No deben esperar a que Estados Unidos les haga el trabajo sucio.

17. Un excomandante del Comando Central de EE.UU., James Mattis, dijo que un ataque de EE.UU. contra Siria se traduciría en "una guerra muy, muy seria".

18. Una guerra en Oriente Medio tendría en los mercados financieros un impacto negativo que ya empieza a hacerse notar.

19. Una guerra en Oriente Medio provocará el aumento de los precios del petróleo.

20. La Casa Blanca no debe apoyar a los rebeldes sirios que han prometido lealtad a Al Qaeda. "Si el Gobierno de EE.UU. ayuda a estos locos a tomar el poder en Siria será un desastre total y absoluto", opina Snyder.

21. Una gran cantidad de civiles inocentes dentro de Siria será asesinada. Muchos sirios expresan su preocupación por lo que "una intervención extranjera" significaría para ellos y sus familias.

22. "Si el Gobierno de EE.UU. insiste en entrar en guerra con Siria sin la aprobación del pueblo estadounidense, el Congreso de EE.UU. o las Naciones Unidas, vamos a perder una gran cantidad de amigos y un montón de credibilidad en todo el mundo", dijo Snyder en su blog.

Nenhum comentário: