sábado, 25 de maio de 2013

RESPONSABILIDADE FACE AO FUTURO DA ESPÉCIE HUMANA

A partir de agora, todo dia 22 de abril não será apenas o dia da Terra, mas o dia da Mãe Terra (Foto e legenda: Correio do Brasil)

A espécie humana possui uma singularidade no conjunto dos seres: cabe-lhe a responsabilidade ética de cuidar e manter as condições que garantam a sustentabilidade do todo

Por Leonardo Boff, no sítio do jornal Brasil de Fato, de 24/05/2013

Numa votação unânime de 22 de abril de 2009 a ONU acolheu a ideia, durante muito tempo proposta pelas nações indígenas e sempre relegada, de que a Terra é Mãe. Por isso a ela se deve o mesmo respeito, a mesma veneração e o mesmo cuidado que devotamos às nossas mães. A partir de agora, todo dia 22 de abril não será apenas o dia da Terra, mas o dia da Mãe Terra.

Esse reconhecimento comporta consequências importantes. A mais imediata delas é que a Terra viva é titular de direitos. Mas não só ela e, sim, também todos os seres orgânicos e inorgânicos que a compõem; são, cada um a seu modo, também portadores de direitos. Vale dizer, cada ser possui valor intrínseco, como enfatiza a Carta da Terra, independentemente do uso ou não que fizermos dele. Ele tem direito de existir e de continuar a existir neste planeta e de não ser maltratado nem eliminado.

Nenhum comentário: