sexta-feira, 31 de maio de 2013

JORNALISTA ACREDITA NA POSSIBILIDADE DE DIÁLOGO ENTRE OS VENEZUELANOS (vídeo)


José Vicente Rangel em seu programa de domingo pela Televen (Foto: Correo del Orinoco)


Por Agência Venezuelana de Notícias (AVN) - reproduzido de Aporrea.org, de 26/05/2013

O jornalista venezuelano, José Vicente Rangel, manifestou no último domingo que na Venezuela a polarização não pode ter mais força que a vontade de paz, e afirmou que "existe a possibilidade de diálogo entre os venezuelanos".

"Continuo acreditando, e nada nem ninguém poderá mudar minha opinião, na possibilidade de diálogo entre os venezuelanos. A polarização não pode ser mais forte que o poder e a vontade de paz, que a gente encontra na maioria do povo", disse no seu programa José Vicente Hoje, transmitido pela Televen (emissora de TV privada).

Indicou que após as eleições presidenciais de 14 de abril, nas quais resultou ganhador o candidato da Pátria, Nicolás Maduro (aí é a linguagem da AVN, estatal, leia-se "o candidato chavista"), "ficou em evidência que existem dois blocos de opinião, que se refletiram nos resultados das urnas. Mas a realidade social, política e eleitoral da Venezuela atual, e da qual a oposição deve estar consciente, é que o chavismo e o governo de Maduro representam a institucionalidade, e ademais contam com um poderoso apoio".

Destacou também que o chavismo deve estar "consciente de que a oposição representa um ponto de vista, e não pode ser atropelado".

Rangel assinalou que ambos setores devem conversar em profundidade, e avaliar em que pontos estão de acordo.

"É necessário se falar, conversar e definir em que aspectos da vida nacional se está de acordo e em quais não, para se tratar estes últimos duma maneira civilizada".

Considerou um acerto a aproximação entre o presidente da República, Nicolás Maduro, e o proprietário das Empresas Polar, Lorenzo Mendoza.

"Foi um acerto a reunião que se deu encima de claras divergências e posições encontradas entre Nicolás e sua equipe de governo com Lorenzo Mendoza, num clima atravessado pela negação, não é fácil este tipo de encontro, no entanto, se fez, e os resultados foram alentadores", analisou.

"Além deste aspecto, e do desenrolar do processo que acaba de se iniciar e as disposições expressas pelas partes para avançar em acordos que beneficiam a produção nacional, ficam demonstradas as vantagens do diálogo".

Tradução: Jadson Oliveira



Nenhum comentário: